sexta-feira, 1 de março de 2013

Diário Secreto Acheron - 2008





5 de Fevereiro, 2008
Simi, Simi, Simi


Vocês sabem que tenho um demónio mas será que imaginam o quão mau pode ser?
Ainda me lembro do dia em que a Simi entrou na minha vida. Eu era ingénuo, admito. Ela tem-me ensinado muitas coisas durante estes séculos e de algumas desfrutei realmente.
Quando acordei à pouco com a sensação de que tinham despejado uma garrafa de molho de churrasco na minha cabeça não foi muito surpreendente. Impedi que a Simi comesse um turista ontem à noite por isso sabia que ela estava zangada comigo. Mas agora todas essas coisas do "Ano de Akri" estão espalhadas por todos os recantos da minha casa. Que raios é isto? A Simi só pode ter perdido a cabeça. Ela continua a rir-se de mim e a dizer-me que tenho de esperar para ver.
Quando um demónio te diz "espera e verás" isso nunca augura nada de bom. Pensado bem, talvez possa cobrir-me com o resto do molho e oferecer-me como a próxima refeição de Xirena - deve ser menos aterrador do que o que a Simi está a planear.
O Ano de Akri. Nem sequer gosto como soa.





10 de Fevereiro, 2008
Ficar com a rapariga, salvar o mundo


Alguém poderia pensar que tendo em conta tudo o que faço, eu e o Jaden teríamos algo melhor para fazer do que implicar-mos um com o outro.
Nah. Junta um adolescente, dois tipos mais velhos que a sociedade e um demónio viciado em compras e dás a cada um comando de videojogos (o da Simi, é claro, cor de rosa e com brilhantes) e bem, somos patéticos. O fodido é que eu estava realmente a ganhar até o Takeshi entrar. Devia ter inventado um ataque de Daimons para salvar a minha reputação, mas não. Meu, estava acabado. Agora estou convencido que só pode ter sido um demónio ancestral morto com uma habilidade repugnante que se lembrou de inventar os jogos online. As gargalhadas de Zach ainda ressoam nos meus ouvidos. Amanhã à noite, nova partida. Takeshi, estás morto. Desfruta da tua vitória por hoje. Sei que amanhã vou ganhar... Trago reforços, Toby! Sei que é só uma vez por ano mas é o melhor jogador online em todo o planeta. E estamos unidos contra ti!
E é bom que funcione. Se não matriculo o teu fétido traseiro no Echidna.


16 de Fevereiro 2008
Aniversário de Simi e vingança


O Toby nunca deixa de me surpreender e com a ajuda de Zach aniquilamos o invencível. Sou o chefe supremo do universo... electronicamente falando. A verdadeira politiquice dos deuses ainda continua. Mas agora mesmo o Jaden está acabado! O Takeshi não foi derrotado por uma estreita margem por isso estou bastante satisfeito. Para o aniversário da Simi deixei que ela conduzisse o meu carro. Um completo desastre! Ela estampou-o contra a parede. Duas vezes. Tenho sorte de não precisar de seguro mas durante alguns minutos ela fez-me pensar na importância de um. E a necessidade de cintos de segurança.
Dividimos o dia entre Atenas, Grécia onde ela comeu tanto que pensei que Alexander ia chamar um médico e Nova Iorque onde estivemos a ver as montras da Tiffany. Pelo menos este ano esperou que saíssemos da loja antes de comer os diamantes. A cara do vendedor quando percebeu que ela meteu um anel na boca foi impagável. Sem demoras, encontrei uma pulseira com um medalhão em forma de coração que ela não quis comer. Gravei nele o nome da Simi em Charonte, que é o mesmo que a sua mãe. Depois acrescentou o meu próprio nome e símbolo na frente da pulseira. Em geral, é um presente apropriado visto que ela faz anos no dia de São Valentim.
Acabamos o dia em Nova Orleães. Os antigos Predadores da Noite fazem uma grande festa no Santuário onde celebram o dia com estilo (e com um enorme bolo para a minha pequena) com chocolate e molho de churrasco. Nunca fiquei mais feliz por não ter de comer. Tabitha comeu um pouco do bolo e ainda não recuperou totalmente. Mas já se sabe que uma mulher grávida tem desejos estranhos. Só espero que ela não carregue um demónio na barriga. Argh! Um demónio romano Deveraux.
Fico arrepiado só de imaginar. Este ano, Simi tinha a sua família com ela em Nova Orleães. Estou muito feliz por vê-los reunidos mas uma parte em mim doí por ter de partilhá-la. Fomos só nós os três durante tanto tempo que por vezes esqueço-me dos dias passados. Mas o Alexion é feliz com a Danger e até mesmo quando a Simi discute com a sua irmã nota-se que existe um grande amor entre elas.
Quanto a Styxx, desejava conseguir aceitá-lo tão facilmente como a Simi aceitou a Xirena mas não consigo esquecer o passado. Não importa quanto tente, não consigo. E não sei se algum dia conseguirei. O trágico é que ainda agora consigo recordar todos esses anos em que preferia ter vendido a minha alma a tê-lo como irmão. Mas o passado não pode ser esquecido e algumas traições nunca podem ser perdoadas.
Dito isto, os onze mil anos que se passaram ensinaram-me que as coisas podem mudr. As pessoas mudam e com o tempo todas as feridas esvanecem-se com ocasionais e dolorosas batidas do coração.
Talvez exista alguma esperança para nós depois de tudo. Talvez ainda haja esperança para mim.
Paz.


11 de Março, 2008
Devo ficar ou devo partir...


Estou a tentar respirar depois da minha última ronda de perguntas do estilo: "Ajuda-me, Sr. Wizard!" de chamadas dos Predadores da Noite e este deve ser o passatempo favorito da Artie. Existem alturas em que odeio o mundo, pelo menos o papel que desempenho nele. Esta é uma definitivamente uma delas.
Estou à procura de paz no meio do caos. Penso que é isso que a vida realmente significa. Houve uma altura em que Artémis foi o mesmo para mim. Em que vivia e morria só pela oportunidade de a ver sorrir. Recordo aqueles dias que tem um travo agridoce. Eu é afeiçoei-me a ela. Não tenho ninguém a quem possa apontar o dedo. Foi estupidez minha. Decisão minha. Suponho que o Savitar tenha razão. Nunca será capaz de ver os momentos capazes de te deitarem a baixo na vida até que os tenhas que enfrentar - ou pelo menos até que te façam cair.
Definitivamente destroçaram-me e é por isso que fico de pé atrás sempre que me pedem conselhos sobre alguma coisa. Quero gritar-lhes: "Se achas que soubesse a resposta não teria escolhido algo melhor para mim?". Obviamente sou um idiota que não faz a mínima ideia do que está a fazer.
E REO Speedwagon está a tentar-me com a única coisa que sei nunca poder fazer. Deixar tudo para trás. Aceitei esta responsabilidade e faz parte de mim. Sou o líder dos Predadores da Noite e o seu mediador. É algo a que não posso fugir. Demasiadas vidas dependem de mim. E assim fico, um escravo que sonha que alguma vez possa ser livre. Um homem que deseja um abrigo onde possa abrigar-se das fortes tempestades que acontecem ao seu redor. Aconteça o que acontecer estarei cá para lutar. Para o melhor. Para o pior. Estou aqui Mundo e enquanto respirar, irei proteger-te. A minha alma está condenada mas o meu espírito é livre. As minhas asas foram arrancadas mas continuo de pé. Sobreviverei. E tu também.


Time for Me to Fly: REO Speedwagon

I've been around for you
I've been up and down for you
But I just can't get any relief
I've swallowed my pride for you
I've lived and lied for you
But you still make me feel like a thief
You got me stealin' your love away
'Cause you never give it
Peeling the years away
And we can't relive it
I make you laugh
And you make me cry
I believe it's time for me to fly
You said we'd work it out
You said that you had no doubt
That deep down we were really in love
Oh, but I'm tired of holding on
To a feeling I know is gone
I do believe that I've had enough
I've had enough of the falseness
Of a worn out relation
Enough of the jealousy
And the intoleration
I make you laugh
And you make me cry
I believe it's time for me to fly
{Refrain} Time for me to fly
Oh, I've got to set myself free
Time for me to fly
And that's just how it's got to be
I know it hurts to say goodbye
But it's time for me to fly
Oh, don't you know it's...
{Refrain}
It's time for me to fly




19 de Março, 2008
Manga, Savitar e outros PITN


Estou aqui sentado a ver o Savitar surfar ondas monstruosas, cortesia de uma tempestade. Mas devo dizer que esta fascinação pela água, sol e surf passou-me ao lado. Eu preferia a toda a velocidade montado numa mota. Não gosto de molhar-me e acho que a grande bola amarela está altamente sobrevalorizada.
Mas cada um na sua. Ao menos a Simi diverte-se. Ela está na água a fingir ser um tubarão e sempre que o Savitar se baixa, morde-lhe a perna. Pelo menos eu divirto-me.
E falando de coisas irritantes, estava a surfar no único sítio que aprecio quando me deparo com um poster.
Primeiro os livros e agora manga? E depois o quê? Um videojogo? Um filme? Que os deuses tenham piedade de mim. Tenho de encontrar essa mulher Kenyon e fazer com que pare de divulgar os nossos segredos.
Ainda que tenha de admitir que gostava muito de ver-me com um personagem de manga. Mas caramba, a Artie também tinha de estar incluída?? Não escapo dela nem num poster.
Paz





25 de Março de 2008
Daimons, demónios e Nova Iorque


Eu e o Jaden estávamos a discutir o que seria pior: Estar preso numa ilha eternamente de noite com um Daimon ou com um demónio? Finalmente decidimos que isso dependeria de qual fosse o demónio. Estar preso com a Simi não seria mau excepto se o molho BQB acabasse. Isso sim faria com que a situação ficasse feia. Claro, que para mim, desde que não fosse a Artémis eu sobreviveria.
Quanto ao Jaden ele decidiu que preferia um Daimon visto que um demónio provavelmente faria um truque e iria desaparecer da ilha. 1 ponto para o Jaden.
Obviamente tem sido uma noite calma para nós. Mas tudo bem. Eu gosto de noites calmas. Dão-me tempo para praticar um pouco antes que o Toby me dê uma abada. Também falamos sobre reunirmo-nos na próxima Comic-Con de Nova Iorque. Faltei o ano passado mas este promete visto que a mulher Kenyon vai lá estar. Acho que devia tentar perceber o que se passa.
A Simi está a trabalhar no seu Cosplay. O Alexion comentou que deveríamos ir como personagens de Trinity Blood. Podíamos até conseguir que a Kat alinhasse como Caterina, podia ser muito divertido. Pelo menos até o Urian comentar que sou demasiado bishounen para ser o Abel e que devia disfarçar-me como Dietrich. O Urian anda estranhamente alegre e a sua voz está esquisita. Há-de passar. Só tive de recordar-lhe que eu poderia ser o Crusnik. Definitivamente chutáva-lhe o traseiro.
Yep, definitivamente temos de fazer uma curta paragem em Nova Iorque e investigar. Acho que a autora do manga poderia estar lá mas como não é dos Estados Unido a não é provável. Seria interessante conhecer a mulher que nos desenhou.



4 de Maio de 2008
Simi Racional

 Estive num almoço com o Julian e a Grace. Ok, a Simi esteve a almoçar e eu estava só a fazer-lhe companhia. Claro, as crianças estavam com eles em casa e estão a começar a crescer e claro, metem-se em sarilhos e fazem muito barulho! Julian apanhou Nik, o mais velho, e repreendeu-o para poder mostrar-lhe o que fez de errado. Senti-me mal pelo pequeno mas hei! Sou conhecido por não fazer as coisas da forma mais correcta e acho que qualquer pai que educa um filho e não o vende pelo Ebay não merece criticas da minha parte.
Quando sentou Nik novamente na mesa correu tudo bem até que o pequeno magoasse a Vanessa outra vez. Julian colocou-o à parte, outra vez, mas desta vez repreendeu-o tão alto que tanto eu como a Simi não conseguimos ignorar o que ele dizia.
"Queres que o Ash saiba que estás metido em sarilhos? Sabes que ele pensa que estás a receber umas palmadas no rabo neste momento. O que vais dizer-lhe?"
Nik prometeu comportar-se e sentou-se de novo à mesa.
A Simi deitou um pouco de BQQ, pois o Nik ainda é um bebé humano, e sussurou em voz alta: "Sim, tens de explicar-te, o correcto é dizer: Não me dão palmadas no rabo. O meu papá fortalece os músculos do meu rabo para que estejas fortalecidos para que da próxima vez que caia de rabo não me doa muito. Vês como assim é melhor?"
Nesta altura tive da afastar o meu demónio e explicar-lhe as vantagens do silêncio. Sim, ser pai... o trabalho mais difícil de imaginar. Ainda que por vezes o adores.
Ainda bem que a Grace é psicóloga. Poupará muito dinheiro já que não tem de pagar pela terapia.


9 de Maio de 2008
Leilão contra a Diabetes de Brenda Novak


Recebi um email interessante de um Escudeiro esta manhã. Nele pode ler-se quem vai estar no próximo K-Con de Nova Orleães. Finalmente poderei conhecer a mulher Kenyon pessoalmente e saber o que está a tramar. O Escudeiro também me enviou um link de um leilão onde uma das coisas leiloadas é um ticket para o K-Con de Nova Orleães. Fiquei curioso.
O Jaden disse que pensou leiloar algo só para me enervar. Ele chega a ser assim... é. Falando em gente que me enerva, ontem à noite vi o Jared. Como sempre, estava miserável. Mas agora sei porque não o vi durante tanto tempo. Pobre tipo. Ele faz com que a minha relação com a Artémis pareça até agradável.
Agora estou livre para desfrutar de um belo sono. A Simi parou de roncar.
Paz.




Texto traduzido: Monica Rodrigues
Revisão do Texto: Sara Freitas 

Sem comentários:

Enviar um comentário